ENM fecha o ano com balanço positivo e planeja ampliar ações educacionais em 2024

por Escola Nacional da Magistratura, em Dec 14, 2023 5:00:12 PM

"Todas as ações em educação e aprimoramento são investimentos que se revertem a favor da Magistratura e da sociedade”, destacou o Diretor-Presidente da ENM, Desembargador Nelson Missias de Morais.

A Escola Nacional da Magistratura (ENM) concluiu o ano de intenso trabalho e já se prepara para ampliar as ações educacionais em 2024.

Em reunião, o Diretor-Presidente da ENM, Desembargador Nelson Missias, apresentou um balanço das ações realizadas em 2023. Segundo o Magistrado, os cursos, palestras e seminários oferecidos pela escola atenderam a mais de 700 inscritos. Também foram celebrados 11 convênios e acordos com outras instituições de ensino, entre elas, seis escolas internacionais.

O objetivo no próximo ciclo é ampliar o repertório de capacitações para os Magistrados filiados à AMB com temas atuais e relevantes para toda a Magistratura.

Para o próximo ano, foram enviadas mais de 30 propostas de cursos de formação judicial continuada. Os projetos selecionados serão credenciados pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) para promoção da carreira da magistratura.

“A escola tem importância muito significativa para a AMB, é um braço acadêmico e de produção literária. A ENM tem tido resultados altamente positivos. Todas as ações em educação e aprimoramento são investimentos que se revertem a favor da Magistratura e da sociedade. Queremos comemorar essa significativa conquista de 2023 e anunciar que teremos projetos inovadores em 2024”, disse o Diretor-Presidente da ENM.

Entre as novidades curriculares, a escola planeja oferecer um curso inédito na área de Governança Orçamentária e Financeira. Preocupada com a formação de Magistrados, a instituição também deve abordar a temática eleitoral em um curso voltado para as eleições municipais de 2024.

Durante o encontro, assuntos cada vez mais discutidos no sistema de Justiça como Inteligência Artificial, Provas Digitais, Assédios e Discriminação foram sugeridos por Magistrados de todo o Brasil em reunião por vídeo.

Reuniao_ENM_AMB_02Magistrados que de todo o país participaram por vídeo da reunião.

O Vice-Diretor Presidente da ENM, Desembargador Caetano Levi, ressaltou a importância de voltar a atenção para temas atuais, como a inteligência artificial. Para o Magistrado, a tecnologia abre um “leque de oportunidades, mas é preciso se preparar para o uso negativo dessas ferramentas".

Apesar dos desafios apresentados pelo futuro, o Desembargador se mostrou otimista com os planos da escola e comemorou as conquistas deste ano. “Sem dúvida foi um ano muito trabalhoso, mas de muita produtividade”, afirmou.

A reunião contou com a presença de diretores e coordenadores da escola e foi acompanhada pela Vice-Presidente Administrativa da AMB, Julianne Freire Marques.

Tópicos:EscolaDestaquesNotícias

Comentários

Sobre essa página

Este é o local oficial de divulgação de informações e publicações da Escola Nacional da Magistratura. Inscreva-se abaixo e faça parte deste grupo exclusivo.

Mais...

Mais...

Faça parte. Inscreva-se e receba em seu email.