<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1298863600466566&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Exploração e violência sexual infantojuvenil no Brasil é tema de webinário apoiado pela ENM

por Natália Lázaro, em 19/05/2021 22:01:14

WhatsApp Image 2021-05-19 at 15.57.14

O evento é organizado pela Escola Judicial do Amapá

Como parte da programação do Maio Laranja, Mês Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Escola Judicial do Amapá (EJAP) irá realizar o webinário “Exploração e Violência Sexual Infantojuvenil”. O evento será gratuito e está marcado para o dia 26 de maio, às 14h, com transmissão pelo canal do Youtube da EJAP.

A Escola Nacional de Magistratura (ENM), da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), repudia integralmente a agressão contra à infância e, por isso, apoia a causa e o webnário da EJAP. Os primeiros 120 inscritos irão receber certificados de participação no encontro. Para se inscrever, basta acessar o link: https://www.ejap.online/live.

O titular da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Maurício José Silva Cunha, fará a palestra magna do evento. Entre os palestrantes, estão a diretora da Escola Judicial do Amapá, desembargadora Sueli Pereira Pini, e a titular do Juizado da Infância e Juventude da Comarca de Macapá, a juíza Stella Ramos.

Os órgãos convidados irão contar sobre atividades desenvolvidas contra o tipo penal por cada instituição ou Poder. Entre os representantes, estarão presentes o titular da 2ª Vara Criminal da comarca de Macapá, o juiz Ailton Marcelo Vidal; a titular da Vara da Infância e Juventude da Comarca de Santana, a juíza Larissa Noronha; o Secretário-Geral do MP-AP, promotor de Justiça Alexandre Monteiro; e o titular da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Praticados Contra a Criança e Adolescente, o delegado Ronaldo Entringe.

Os inscritos poderão enviar perguntas que serão respondidas pelos convidados. Mais de 100 mil crianças e adolescentes morreram vítimas de agressões nos últimos dez anos. Com a urgência da discussão e imediata necessidade de eliminação de tal crime, a AMB e a ENM estão engajadas na causa a fim de salvar a infância no Brasil.

Comentários

Sobre essa página

Este é o local oficial de divulgação de informações e publicações da Escola Nacional da Magistratura. Inscreva-se abaixo e faça parte deste grupo exclusivo.

Mais...

Faça parte. Inscreva-se e receba em seu email.