<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1298863600466566&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

ENM convida especialistas internacionais para debater Direito e Artes Visuais

por Carlos Ribeiro, em 22/03/2022 21:51:20

Conferência Temática será transmitida no canal da ENM no Youtube, no dia 24/3, às 17h

 

Você sabe por que a estátua da Deusa da Justiça, à frente do prédio do Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, está sentada? Por que ela não tem balança e a espada está no colo? A emblemática escultura “A Justiça” exemplifica uma das muitas obras artísticas que fazem parte da simbologia jurídica do Brasil. Para responder a estas questões sobre a representação da Deusa Têmis no STF e abordar as relações entre os campos jurídico e artístico, a Escola Nacional da Magistratura (ENM) vai promover, na próxima quinta-feira (24), às 17h, a conferência temática “Direito e Artes Visuais”. A live, que será transmitida pelo canal da Escola no Youtube, é a primeira do ano promovida pela Comissão de Cultura, Arte e Formação Humanística da ENM. Os convidados para palestrar no evento são conceituados internacionalmente. Um deles é belga: o Juiz substituto de paz em Kortrijk e professor de História do Direito Público e de Direito e Humanidades da Universidade de Ghent, na Bélgica, Georges Martyn, que falará em português durante o evento, diretamente da Bélgica. O outro palestrante será o árbitro da Court of Arbitration for Art (CAfA, Roterdã, Holanda), professor da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Paraíba e autor do livro “A cegueira da Justiça: diálogo iconográfico entre Arte e Direito”, Marcílio Toscano Franca Filho.

“Os dois palestrantes são autoridades internacionais nessa temática e vão nos dar visões internacionais das relações entre o direito e a arte, além de focar em alguns símbolos e obras de arte que fazem parte do nosso cotidiano jurídico. Quem assistir a essa live vai saber mais sobre esses monumentos e objetos artísticos que fazem parte do simbolismo do Judiciário, como a Deusa da Justiça, no STF”, afirmou a integrante da Comissão de Cultura, Arte, Formação Humanística da ENM, Luciane Buriasco, que será a debatedora do evento.

A abertura da live será feita pelo diretor-presidente da ENM, desembargador Caetano Levi Lopes. O mediador do evento será o diretor-adjunto da Centro de Pesquisas Judiciais da AMB, Marcelo Piragibe.

 

Serviço

Tema: Direito e Arte Visuais

Público-alvo: Magistratura Brasileira

Data: 21/03/2022

Local: Canal da ENM no Youtube

Horário: 17 horas

Comentários

Sobre essa página

Este é o local oficial de divulgação de informações e publicações da Escola Nacional da Magistratura. Inscreva-se abaixo e faça parte deste grupo exclusivo.

Mais...

Faça parte. Inscreva-se e receba em seu email.