<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1298863600466566&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

AMB e ENM assinam convênio para realizar ações de proteção a mulheres magistradas

por Assessoria de Comunicação, em 27/05/2022 18:40:58

O convênio de cooperação vai capacitar magistradas para adotar procedimentos de autoproteção aliados ao aparato de segurança já existente



A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e a Escola Nacional da Magistratura (ENM) assinaram um convênio de cooperação mútua com a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais para realizar ações de proteção de mulheres magistradas.


O objetivo do convênio é promover a capacitação das magistradas com procedimentos de autoproteção, como complementação ao aparato de segurança já existente. Entre as ações estão a oferta de cursos com arma de fogo, autodefesa, análise de riscos, prática de tiro defensivo, defesa pessoal defensiva e evasiva e outras.


Também assinam o convênio a Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis), o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e a Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef).


O diretor-presidente da ENM, desembargador Caetano Levi, desenvolveu a ideia do convênio e buscou o apoio das outras entidades. Para o desembargador, o projeto poderá se transformar em um exemplo para todo Brasil, apoiando mulheres em situação de risco.


A primeira ação já tem data marcada: o 1º Curso de Autodefesa Exclusivo para Magistradas Mineiras, que será ministrado no dia 20 de junho. Para mais informações sobre as inscrições e sobre o edital, clique aqui.

 

 

Comentários

Sobre essa página

Este é o local oficial de divulgação de informações e publicações da Escola Nacional da Magistratura. Inscreva-se abaixo e faça parte deste grupo exclusivo.

Mais...

Faça parte. Inscreva-se e receba em seu email.